Por que os chineses estão apaixonados pela Coreia do Sul?

Os entrada de turistas chineses em 2013 tornou-se a primeira a nacionalidade de visitantes da Coreia do Sul, à frente dos japoneses, e foi responsável por mais de 35% do total de visitantes. Economia e moeda não ajudaram os fluxos de japoneses, mas as tensões políticas também não foram de boa ajuda. Conforme relatado pelo Chosun Ilbo, os visitantes chineses agora alimentam a economia da ilha resort Jeju, e praticamente todos os restaurantes da ilha agora têm um menu em chinês. Independentemente das oscilações do iene e das tensões políticas (ou a falta delas), provavelmente não haverá de mudar o fato de que os chineses dominarão o turismo coreano agora.

Turistas chineses conversam após compras em uma famosa loja duty-free no dia 4 de fevereiro de 2014, em Seul.
Turistas chineses conversam após compras em uma famosa loja duty-free no dia 4 de fevereiro de 2014, em Seul.

É claro que a Coreia é, em certa medida, o novo Japão, a nova terra da novidade, do que é “legal”. Fale com emigrantes ocidentais em Hong Kong e pergunte para onde eles vão nos fins de semana ou viagens de uma semana: na maior parte dos chamados países LVMC (Laos, Vietnã, Mianmar e Camboja), bem como Tailândia.

Pergunte ao povo de Hong Kong ou colegas chineses para onde vão: eles vão mencionar Tóquio, Taiwan e Cingapura, mas, de longe, o seu destino favorito é quase invariavelmente Seul, Coréia. Por quê? Porque ela tem o que eu chamaria de “4 Cs”: limpa (ruas) (em inglês Clean), proximidade (destino) (em inglês Close), cozinha (confiável) (em inglês Cuisine) e acima de tudo é simplesmente legal (em inglês Cool). Legal em relação a sua a música, filmes, novelas, marcas, a vibração geral da Coréia é realmente amada na região. Não é raro ver jovens que não são coreanos escutarem e vestirem como cantores do K-pop.

Quando eu voltei de viagem de Laos ou Myanmar, as duas questões recorrentes feitas por meus colegas asiáticos foram: ‘Oh, então, é um lugar limpo? A comida é segura, de qualidade?’. Quando eu voltei de Seul eles apenas perguntaram: ‘É legal, não é?’. Também conheci moradores chineses de cidades de terceiro nível que aprendem coreano antes de pensar em aprender Inglês.

E no final de 2013-início de 2014, batons Saint Laurent, casacos da Burberry e bolsa Samsonite Red estavam fora de estoque na Coréia e em algumas partes China, já que os produtos tinham sido utilizados como produtos comerciais em algumas das novelas coreanas de maior sucesso, como “My Love from the Stars” e “Reply 1994“.

Um dos doramas (novelas coreanas) de maior sucesso na China
Um dos doramas (novelas coreanas) de maior sucesso na China.

Do ponto de vista do consumidor, se você não conhece Seul, mas foi ao Japão e pensou que os japoneses eram os consumidores mais mimados em termos de escolha de bens de consumo, repense. Não só a Coreia leva todas as marcas internacionais em uma pegada de distribuição ampla, mas também há uma infinidade de marcas coreanas muito relevantes que estão fazendo bem.

Para obter as melhores ofertas em marcas, tanto importadas quanto locais, os chineses gastam principalmente nas lojas duty-free dos aeroportos e, mais importante, em locais do centro, notavelmente na secção duty-free da Lotte Department Store em Seul e na Shilla Duty Free. Regulamentos têm tornado difícil para os operadores de duty-free estrangeiras se desenvolverem no mercado livre de impostos da Coréia, por agora, embora uma terceira concessão será aberta para melhoras em 2018 no aeroporto de Incheon.

Incheon é tanto o aeroporto internacional que serve a capital, Seul – a maior cidade do mundo desenvolvido, com mais de 10 milhões de habitantes – e também a terceira maior cidade da Coreia do Sul em seu próprio direito, com cerca de 3 milhões de pessoas.

O mercado duty-free (livre de impostos) é dominado por um quasi-duopólio entre Lotte Duty Free, parte do grupo Lotte, que ainda possui as lojas de departamento, e The Hotel Shilla com a Shilla Duty-Free. Em 2013, os dois controlavam cerca de 80% das vendas duty-free (livre de impostos), ou em torno de 5 trilhões de wons em vendas (cerca de US$ 5 bilhões de dólares).

Isso significa que o canal de duty-free (livre de impostos) sozinho representa, provavelmente, não muito longe de 40% do total do mercado de bens de luxo na Coréia. Mercado que movimento 1,5 trilhão de wons por ano de gastos em bens de luxo (perto de 1.5 bilhões de dólares).

Por que tanto? Durante muito tempo, os japoneses representavam os maiores clientes e foram grandes gastadores. Agora os chineses dominam o turismo, e eles são ainda maiores gastadores. O aspecto positivo para os varejistas é que os japoneses gastam muito em alojamento de alto nível, enquanto os chineses gastam menos em hotéis e muito mais no varejo.

O aumento substancial de entrada chinesa na Coréia levou ao mais engraçado (ou você poderia dizer mais triste) evolução que se pode pensar. Por mais estranho que possa parecer, existe um projeto para desenvolver uma série de locais em áreas centrais para “apenas estrangeiros”. O objetivo é explorar o potencial chinês, contando com a abertura de áreas duty-free chinesas – como na ilha chinesa de Hainan ( Lewis Wang chama de ‘Hawaii chinês’) – e resolver queixa entre os estrangeiros de que os centros coreanos de duty-free estavam cheis de. . . Consumidores coreanos.

De fato, em um movimento que é um pouco como elevar que as apostas mínimas em Macau, monitorizando viagens em grupo significa que você vai reter mais clientes “qualificados” para o setor. Enquanto a cultura coreana e corporações continuam a influenciar os consumidores em toda a região da Ásia (e, por vezes, para além), o mercado duty-free de luxo deve continuar a prosperar. Coréia é de nenhuma maneira um mercado emergente de luxo se você olhar para o consumo local, mas ainda é novidade e interessante.


Fonte: BusinessInsider + Erwan Rambourg, “The Bling Dynasty”
Autora: Naira Nunes
Tradução: Revista KoreaIN
Anúncios

Um comentário sobre “Por que os chineses estão apaixonados pela Coreia do Sul?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s