[COBERTURA TOPP DOGG NO BRASIL] – PARTE 1 “As brasileiras são bonitas e fofinhas”

Os 12 membros da boyband coreana Topp Dogg se tornaram os “namorados” das fãs brasileiras no último dia 14 de Fevereiro, comemorado internacionalmente como o Valentine’s Day. O evento produzido pela LCR Produções e realizado na casa de shows Via Marquês em São Paulo foi composto por fansign, fanmeeting, showcase, e hi-touch, onde os presentes puderam interagir, conversar, pegar autógrafos, assistir as performances e tirar fotos com os integrantes.
Hansol, B-Joo, P-Goon, Sangdo, HoJoon, Yano, Jenissi, Xero, Kidoh, Gohn, A-Tom, Nakta fizeram a alegria das TopKlass (nome do Fandom) em sua primeira passagem pelo Brasil. Todos mostraram estar se divertindo o tempo todo e estavam contagiados pela alegria dos fãs.

No fanmeeting, mostraram seus charmes, onde HoJoon fez os passos do refrão da música “Arario” com um leque emprestado de um fã, Xero mostrou o passo do Batman, Nakta demonstrou sua famosa imitação de um camelo (veja aqui como é esta imitação), os meninos fizeram Kiyomi. O integrante Hansol dançou “Touch My Body” do girlgroup sul coreano Sistar e A-Tom dançou “24 Hours” da solista Sunmi.

Após divertirem as fãs, começou a seção de fotos e cada uma teve direito a uma foto ao lado do seu integrante favorito. Bem receptivos, sorriam sempre e estavam atentos às poses. Hansol mostrou seu cavalheirismo ao tirar o blazer para cobrir as pernas de uma TopKlass durante a foto.

O concerto começou com o último sucesso do Topp Dogg, a canção “Annie” empolgou a todos e foram apresentados os principais hits do grupo como “Open the door”, “Cigarette”, “Top Dog”, “Arario”, entre outras canções lançadas em seus três mini álbuns desde 2013.
Além disto, o rapper Kidoh se uniu ao cantor Sangdo para apresentarem sua música de debut solo “Taxi on the phone”, a “Wizard Line” do grupo apresentou uma performance de dance break e os rappers demonstraram sua paixão pelo hip hop com músicas empolgantes, como em “Peekaboo” e “Salieri”.

Topp Dogg se apresentando com a canção "Annie".
Topp Dogg se apresentando com a canção “Annie”.

Algumas fãs sortudas puderam subir ao palco para um evento especial e foram abraçadas por seus biases. O tempo todo Topp Dogg se referia as fãs brasileiras como, “bonitas” e “fofinhas” e esbanjaram simpatia mandando beijos e posando para fotos.
Sangdo, vocal do grupo, estava com o joelho machucado, mas insistiu em dançar junto aos outros membros.

Topp Dogg chamou fãs ao palco durante o show.
Topp Dogg chamou fãs ao palco durante o show.

Coreografias bem elaboradas, danças sexys, vocais poderosos, raps impressionantes e muito carisma foram os ingredientes especiais para fazer do show um sucesso e conquistar o coração de todos, e o ToppDogg deixando o Brasil com mais fãs do que quando aterrissaram no país. O melhor de tudo, ainda prometeram voltar na próxima oportunidade que tiverem.

Aguardem a Parte II da nossa cobertura para mais vídeos, fotos e entrevista com o Topp Dogg.

[Opinião da editora]

Se você chegou até aqui, já sou bem grata por acompanhar a Cobertura do Topp Dogg no Brasil pela Revista KoreaInN. E, se chegar até o final desse texto, ficarei ainda mais grata. Não sou muito de fazer um relato como fã, mas prometo fazê-lo curto e objetivo.

A princípio, nossa equipe não conhecia muito a boyband Topp Dogg e fomos pela responsabilidade de passar a vocês o melhor da cultura coreana que está sendo ainda mais divulgada no Brasil. Achei que seria um desafio conhecer o grupo, lembrar as músicas e decorar o nome de todos os integrantes.

Porém, os membros fizeram nosso trabalho muito mais fácil esbanjando simpatia a todo momento. O jeito carinhoso que tratavam as fãs foi o principal para nosso staff se apaixonar por cada integrante que, cada um ao seu jeito, tentavam compreender as fãs e procuravam a melhor forma de agradecê-las pelo show maravilhoso que tiveram oportunidade de realizar.
Uns abraçavam, outros falavam “thank you”, outros arriscavam um “ola” e outros apenas olhavam, sem conseguir encontrar palavras compreensíveis o suficiente para se expressarem.

As fãs brasileiras foram realmente calorosas e gritaram o show inteiro, e eu pude sentir esse calor. Foi um momento muito divertido, e tenho certeza que eles compartilharam da mesma emoção.

Com tantos grupos de kpop debutando a cada semana não temos a oportunidade de conferir todos, então eu honestamente não esperava tais vocais estáveis, raps alucinantes e coreografias de tirar o fôlego. Virei fã, os meninos são realmente muitíssimo talentosos. Acho que era nisso que eu tinha a dizer.

Agora, um conselho de coração: independente do artista de música coreana que vier a fazer show no Brasil, se tiver a oportunidade de ir, vá sem dúvida. Até hoje, de todos os artistas que passaram por nosso país, nenhum deles decepcionou, inclusive os menos famosos na Coréia. Tenho certeza que não se arrependerá, e se as agências coreanas virem potencial por aqui, sem dúvidas haverá o dia que seu bias também virá. E a KoreaIN estará lá, dando seu melhor para registrar os melhores momentos para você guardar de recordação.


Imagens por Camila Akioka
Por Caroline Akioka
Revista KoreaIN
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s