Indústrias relacionadas ao K-pop geraram milhões de dólares em receitas durante 2014

A impressão cultural que tem conseguido divulgar a Coreia do Sul através da onda Hallyu é inegável, tornando o país da península em um dos principais produtores de conteúdo (e com eles simbólica) do mundo. O aspecto cultural deste fenômeno já é estudado pela Academia há cinco anos aqui, mas quando se trata de analisar cifras e números concretos ligados ao setor comercial, encontramos também uma surpresa.

Segundo o último relatório da Agência de Promoção do Comércio e do Investimento Coreia do Sul (KOTRA, de acordo com sua sigla em Inglês), a popularidade da cultura pop coreana influenciou diretamente o aumento da produção em setores tão variados como o de cosméticos, jogos, turismo e bebidas, cifras atingindo vários bilhões de dólares em 2014. Em termos concretos, falamos de um estímulo de ₩ 12500000000000 (11.600 milhões de dólares) no ano passado, um aumento de 4 , 3 por cento acima dos 12000000000000 ₩ (11.200 milhões de dólares) no ano anterior, segundo publicado no portal de notícias Yonhap news.

O setor mais favorecido foi o ligado à indústria de videogames, seguido na lista pelo turismo e indústria de bebidas. O maior aumento anual foi na indústria de cosméticos, particularmente ligadas à situação do consumo de turistas da China e outras nações asiáticas. Ao contrário do que pode indicar o fenômeno da recessão na economia mundial, a onda coreana cuja ponta da lança é o K-pop, contribuiu para a criação de 102.326 novos postos de trabalho. O envio de produtos sul-coreanos ao exterior também experimentou um aumento de próximo à 8,4%, um valor pra ninguém botar defeito.

Estes números não só confirmam uma realidade que há muito tem sido capturada pelo mais audaciosos do mercado, que longe de subestimar o impacto da cultura pop no mercado de consumo optaram por aproveitar e tirar o máximo proveito dela, uma atitude que, uma vez caracteriza as economias do Ocidente, sendo o caso paradigmático dos Estados Unidos no assunto.


 

Este artigo é uma tradução autorizada pelo portal latino americano Xiahpop.
Veja o artigo original em  espanhol Xiahpop.
Tradução e adaptação: Revista KoreaIN
Fonte: YonhapNews.co.kr

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s